Pop or Not| Doutor Estranho

Desde o anúncio de que haveria um filme inspirado no Doutor Estranho, os fãs foram a loucura, as expectativas eram altas, a contagem regressiva tornou-se algo essencial para os fãs de carteirinha da Marvel. E é claro que nós do GK não podíamos deixar de conferir o grande lançamento de novembro.

Para começar, eu já fui um pouco menos confiante de que o filme seria fod******, pois após várias adaptações, o hype por novos filmes de super-heróis começa a diminuir para que a frustração seja menor. Mas, caro leitor, não é o caso de Doutor Estranho.

O longa inicia sua jornada mostrando a vida de um neuro-cirurgião chamado Stephen Strange, vivido pelo ator Benedict Cumberbatch, no caso, nosso herói. O médico é um dos mais requisitados e mais sensacionais em procedimentos cirúrgicos do hospital em que trabalha. Mas, após um acidente, Strange tem sua vida mudada ao extremo: de cirurgião renomado a um homem comum, com danos permanentes nas mãos, que fica obcecado em encontrar uma forma de revertê-los.

Após gastar todo o seu dinheiro, ele vai atrás de um milagre em Kamar-Taj, localizado em Katmandu. O que Strange não sabe é que o tratamento não será nada convencional e sua arrogância irá lhe causar alguns problemas. A partir do momento em que ele deixa de acreditar que apenas métodos convencionais poderão ajudar, o médico começa uma longa caminhada de aprendizado sobre poderes místicos.

Bom, não posso me estender muito mais falando sobre a história, pois a galera que ainda não pôde conferir o filme merece ter grandes surpresas. Mas o que posso adiantar é de que vale MUITO a pena. Doutor Estranho é uma das mais bem sucedidas e bem feitas produções da Marvel. Do começo ao fim, o filme te prende a atenção e te faz desejar mais alguns minutos no final.

Diferente dos outros títulos, o longa não tem super-heróis fortes combatendo o mal. Strange tem um poder místico que desenvolveu estudando muito e quebrando muitas regras, o que foi ótimo para o que estava por vir. E isso que é o máximo do filme: o universo de super-heróis é muito mais do que Thor, Homem de Ferro e tantos outros. Doutor Estranho nos faz crer que existem outras dimensões onde o maligno pode nos atingir e que é necessário muito mais do que a força física para poder derrotar o inimigo. É preciso ter fé e acreditar no desconhecido (e ser muito inteligente também não faz mal).

kaecilius

Outra coisa que deixa os nossos olhos brilhando são os efeitos especiais. Para que tudo se tornasse um pouco mais real para os fãs, a Marvel investiu pesado em efeitos que deixou qualquer um com o queixo caído e maravilhado. Afinal, para que os poderes de Strange tornassem-se muito mais do que apenas movimentos com as mãos, era preciso inserir gráficos surpreendentes e um jogo de imagens fascinantes.

Cenas pós-crédito: nem preciso dizer o quanto foi sensacional, não é mesmo? Se tem uma coisa que a Marvel sabe fazer para agradar o seu público é colocar teasers em seus filmes. E sabe de uma coisa? Eles sempre fazem isso MUITO bem (não posso comentar demais pois não quero estragar a surpresa…ou melhor, aS surpresaS. São duas cenas: uma após os créditos iniciais e outra depois que todas as letras subiram. De nada).

Não sei vocês, mas o filme me deixou com um gostinho de quero mais. A história, roteiro, efeitos, atores, tornaram Doutor Estranho algo mágico e fez com que abríssemos nossa cabeça para um mundo que era inexplorado até o momento.

Ah, e é claro, Strange vai voltar!

E você? Gostou do filme? Conta pra gente qual foi a parte que mais te surpreendeu.  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *