Pop or Not| Santa Clarita Diet

A Netflix entrou na onda dos zumbis e lançou mais uma de suas produções originais. O GK, é claro, fez questão de apreciar o trabalho.

Estrelada por Drew Barrymore e Timothy Olyphant, “Santa Clarita Diet” é a série que veio para trazer humor e descontração para a temática dos mortos vivos. O programa gira em torno da família Hammond e mostra a reviravolta que a vida do trio dá quando a mãe, Sheila, torna-se um zumbi.

Em um dia comum de trabalho, a matriarca passa mal e, após uma quantidade absurdamente exagerada de vômito e um estranho objeto expelido através dele, ela morre. Quer dizer… tecnicamente. Ela não tem pulso, pressão arterial, sangue ou reflexos, mas ainda fala, anda e come. O problema é o que ela come. A personagem de Barrymore passa a ter fome por carne humana e é esse novo hábito alimentar que coloca toda a normalidade da família do subúrbio norte-americano em jogo.

scd2

A partir do momento em que os impulsos de morto-vivo começam a dominar Sheila, a série se desenrola. Vemos como a família lida com a mudança e como enfrentam, juntos, os desafios. E são justamente esses momentos de união familiar que mais agradam, pois quando os membros são mostrados individualmente, tentando lidar a sua própria maneira com a situação, as coisas tornam-se maçantes. O casal de Barrymore e Olyphant tem uma química muito bacana e proporcionam quase que 100% das risadas que você dará enquanto assiste ao seriado. A filha adolescente Abby, por outro lado, pode ser facilmente classificada como a mais chata da televisão americana, apesar de ter alguns momentos de destaque na trama.

Um ponto interessante da série é a imprevisibilidade como as personagens reagem aos acontecimentos, de forma até surreal. Quando tudo está dando errado, eles continuam a rotina da forma mais tranquila possível. Parece que levam numa boa a situação toda. Isso pode incomodar algumas pessoas, dado o nível de bizarrice. Outra coisa que pode incomodar é a quantidade de sangue (e vômito). Bom, se você já é adepto de séries do mesmo gênero, pode ser que não veja problema em algumas tripas, órgãos, dedos e todas as maravilhas do corpo humano, mas para aqueles de estômago fraco, é melhor se precaver, pois a comilança é sem censura.

No geral a série teve uma boa primeira temporada, com uma história cativante e cheia de humor que te deixa fisgado do começo ao fim. Você quer saber como as coisas vão se resolver, quer saber o que Sheila e Joel terão que fazer para se desenrolar da próxima situação tragicômica e, principalmente, quer saber se há uma cura para o canibalismo da mãe. Apesar de não ser a série mais engraçada da Netflix, Santa Clarita Diet é ótima para uma maratona, já que os episódios são curtos e conseguem entreter, de forma despretensiosa, os amantes da cultura undead ou de uma boa horror comedy.

Os 10 episódios da primeira temporada de Santa Clarita Diet estão disponíveis na Netflix. Corre lá pra conferir!

NOTA_SCD

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *