Para ajudar você a se preparar para o retorno da temporada de The Walking Dead, o Game de Gaveta traz um jogo que vai te fazer sentir na pele dos protagonistas…

Com a volta de TWD tão próxima, bate aquela vontade de jogar algo que passe a mesma sensação de nervosismo que sentimos assistindo à série, e mais ainda porque em um game estamos no controle do que acontece com os personagens. Mas, com tantos games de zumbis (sério, pesquise zombie no Steam, por exemplo), resolvemos falar de um que passe a sensação de sobrevivência mesmo, de decisões aparentemente simples, porém com consequências sérias.

Tendo isso em mente, vamos falar de State of Decay.

Desenvolvido por um pequeno estúdio e lançado originalmente na Xbox Live, State of Decay é um game onde você começa assumindo o controle de um cidadão comum (mas não exclusivamente) que se encontra no meio de um apocalipse zumbi quando sai para acampar.

Até aí, nada muito diferente de muitos outros games, mas essa pequena introdução serve para o jogador não se assustar com todas as mecânicas do jogo, servindo como uma espécie de tutorial. Além de guiar com as mecânicas básicas do game aos poucos, traz uma história para que o jogador não se sinta totalmente perdido.

O seu companheiro vai lhe dando sugestões do que fazer a seguir, ensinando sobre como é necessário procurar recursos como comida e bebida, assim como remédios e qualquer coisa que possa servir como arma. É nessa hora que o game já ensina a importância de não chamar atenção dos zumbis e que evitar um confronto na maioria das vezes é a melhor opção.

Espero que os zumbis acabem antes que seu fôlego…

É possível andar por entre arbustos para não ser visto, vasculhar lentamente lugares que possam conter recursos sem fazer barulho e até mesmo realizar ataques furtivos.

Pra sair da área inicial e continuar a história é preciso localizar um veículo que esteja funcionando e dirigir até uma pequena cidade. Carros são excelentes para cobrir longas distâncias, além de servir como arma… Apenas tome cuidado com o barulho que eles causam!

Porta de carro: uma das melhores armas do jogo

Em pouco tempo você já está na estrada rumo à uma cidade onde alguns sobreviventes montaram uma espécie de base. A partir daí o game introduz a administração das bases. É aqui onde é possível fazer upgrades nelas, como produzir comida, curar feridos, entre outras coisas. Também é possível sair e escolher outra base dentre algumas que o game oferece, cada uma com suas vantagens e desvantagens.

Falei que é possível controlar vários personagens? Você inicia no comando de um, mas pode ficar trocando conforme achar melhor. Isso porque cada personagem tem forças e fraquezas, tornando-os úteis para diversas situações, e, conforme você joga com eles, seus atributos vão melhorando. Além disso, é importante revezar os personagens já que eles, além de poderem se ferir, ficam cansados e isso afeta seus desempenhos significativamente. É também importante não forçá-los, pois uma vez que um personagem morre, não tem volta, nada de ressuscitar ou ficar “caído” até alguém ajudar. Morreu, perdeu aquele personagem. Isso faz com que cada decisão seja bem pensada antes de ser tomada, já que um passo em falso pode ter resultados letais.

Aos poucos os militares aparecem na história, assim como outros grupos de sobreviventes, mas falar mais seria estragar um pouco do enredo, que já não é muito longo. Mas não se preocupe. Mesmo terminando a história, o game permite ao jogador continuar indefinidamente. Quanto tempo será que você consegue durar?

O game está disponível para Xbox 360 e a versão remasterizada, conhecida como Year-One Survival Edition (State of Decay YOSE), com seus 2 DLCs para Xbox One e PC (a versão “clássica” não é mais vendida no Steam, mas os DLCs ainda são vendidos para os que chegaram a comprar o game antes de ser removido em favor do Remaster).

Marina Mendes
marinamendesmota@gmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *