Oscar 2017 teve homenagens, performance de Justin Timberlake na abertura e muita emoção.

Nesta noite de domingo (26/02), ocorreu a maior premiação do cinema: o Oscar. O evento começou com uma apresentação bem empolgante de Justin Timberlake com a música Can’t Stop the Feeling, do filme Trolls. O apresentador da noite foi o Jimmy Kimmel, juntamente com Leonardo DiCaprio, Brie Larson, Alicia Vikander, Mark Rylance, Halle Berry, Scarlett Johansson, Chris Evans, Samuel L. Jackson, Dakota Johnson, Jamie Dornan, Kate McKinnon, Hailee Steinfeld e Shirley MacLaine, que anunciaram e entregaram a estatueta aos vencedores. Houve diversas homenagens, entre elas, homenagem aos atores/atrizes que nos deixaram recentemente. E claro, não posso deixar de citar que Viola Davis emocionou à todos com seu discurso ao ganhar o prêmio de melhor atriz coadjuvante. 

A diversão também correu solta nesta edição. Kimmel zombou do atual presidente, Donald Trump, fez brincadeiras com um grupo de turistas que ficaram incrédulos por estarem no meio de uma apresentação. E mais uma vez, o erro do Miss Universo ocorreu: erraram o anúncio de filme do ano. E não, La La Land não foi o ganhador da noite. Moonlight: Sob a Luz do Luar, ganhou o coração de todos.

Outra gafe entrou para o currículo do Oscar. No momentos das homenagens as pessoas que nos deixaram em 2016, anunciaram Janet Patterson, que faleceu em outubro, com a foto de Jan Chapman, produtora australiana que trabalhou com os títulos como: O Babadook (2014) e O Brilho de Uma Paixão (2009).

Melhor ator coadjuvante: Mahershala Ali (Moonlight: Sob a Luz do Luar)

Melhor maquiagem e cabelo: Alessandro Bertolazzi, Giorgio Gregorini e Christopher Nelson (Esquadrão Suicida)

Melhor figurino: Colleen Atwood (Animais Fantásticos e Onde Habitam)

Melhor documentário em longa-metragem: O.J.: Made in America

Melhor edição de som: Sylvain Bellemare (A Chegada)

Melhor mixagem de som: Kevin O’Connell, Andy Wright, Robert Mckenzie e Peter Grace (Até o Último Homem)

Melhor atriz coadjuvante: Viola Davis (Um Limite Entre Nós)

Melhor longa estrangeiro: O Apartamento (Irã)

Melhor curta em animação: Piper

Melhor animação: Zootopia: Essa Cidade é o Bicho

Melhor design de produção: David Wasco (design de produção) e Sandy Reynolds-Wasco (decoração de set) – La La Land: Cantando Estações

Melhores efeitos especiais: Robert Legato, Adam Valdez, Andrew R. Jones e Dan Lemmon (Mogli: O Menino Lobo)

Melhor edição: John Gilbert (Até o Último Homem)

Melhor documentário de curta-metragem: Os Capacetes Brancos

Melhor curta-metragem: Sing

Melhor fotografia: Linus Sandgren (La La Land: Cantando Estações)

Melhor trilha sonora: Justin Hurwitz (La La Land: Cantando Estações)

Melhor canção original: “City of Stars”: Música de Justin Hurwitz, canção de Benj Pasek e Justin Paul (La La Land: Cantando Estações)

Melhor roteiro original: Kenneth Lonergan (Manchester à Beira-Mar)

Melhor roteiro adaptado: Barry Jenkins e Tarell Alvin McCraney (Moonlight: Sob a Luz do Luar)

Melhor diretor: Damien Chazelle (La La Land: Cantando Estações)

Melhor ator: Casey Affleck (Manchester à Beira-Mar

Melhor atriz: Emma Stone (La La Land: Cantando Estações)

Melhor filme: Moonlight: Sob a Luz do Luar

E aí? O que achou dos ganhadores? Acha que alguém ou algum filme deveria estar na lista de vencedores? 

Marina Mendes
marinamendesmota@gmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *